A política da boa vizinhança da Tarjab

Ação realizada pela Tarjab na vizinhança de um de seus empreendimentos

Durante o período de obras, alguns desconfortos podem ser gerados aos que vivem no entorno do projeto, como barulho, trânsito de

materiais, poeira etc; fatores que acabam impactando o dia-a-dia do público local. Por isso, a Tarjab realiza ações para oficializar a abertura do canal de comunicação com a comunidade, com objetivo de informar e minimizar os transtornos que a construção de uma edificação pode trazer.

Neste canal de comunicação a comunidade poderá tratar diretamente com a incorporadora qualquer inconveniente, encaminhar críticas, sugestões, elogios e/ou reclamações, além de ser informada de todos os passos construtivos.

Em 2017 a Tarjab entregou seu primeiro empreendimento com selo AQUA HQE, certificação internacional da construção sustentável, desenvolvido a partir da certificação francesa Démarche HQE (Haute Qualité Environnementale) e aplicada no Brasil exclusivamente pela Fundação Vanzolini. E, após receber a certificação em mais 4 empreendimentos, em 2018 a Tarjab se tornou um Fornecedor AQUA, o que garante que todos seus empreendimentos deverão seguir as normas e exigências da certificação.

Algumas das exigências do AQUA são sobre os impactos do edifício sobre a vizinhança e tem como critérios de avaliação para assegurar à vizinhança:

– Realizar um estudo específico com a finalidade de identificar luminosidade natural e a insolação dos vizinhos, considerando a situação existente e a tomada de medidas para minimizar impactos com a construção , trabalhando sobretudo com a duração da insolação e com os efeitos de sombreamento da construção do empreendimento nos edifícios vizinhos.

–  Tranquilidade, com relação a ruídos externos e internos e a ruídos de equipamentos. Verificar e planejar a localização apropriada de espaços externos ruidosos (atividades, entradas, vias de acesso, zonas de entregas e de resíduos, etc.) de modo a minimizar os inconvenientes para a vizinhança; de equipamentos e salas com emissões sonoras, de forma a limitar a propagação de ruídos de equipamentos fora dos limites do local do empreendimento (durante o dia e à noite).

– O direito às vistas, ou seja, o empreendimento deve melhorar o acesso da vizinhança às vistas, ao satisfazer pelo menos uma das seguintes condições: implantação de espaços verdes com área e visibilidade maiores que as da situação existente, vegetalização da construção e/ou diminuição do sombreamento.

– Qualidade sanitária dos ambientes externos, por meio do arranjo do terreno que leve em conta os riscos de poluição ou incômodos olfativos nos espaços externos, da escolha de espécies vegetais com a finalidade de minimizar seu impacto sanitário no empreendimento, limitando as espécies alergênicas e tóxicas.  E a Realização de um estudo paisagístico específico para o empreendimento e do impacto do potencial alergênico das espécies plantadas.

São também critérios:

– Limitar a poluição visual noturna, tendo a Iluminação utilizando um dispositivo específico (localizado): para os caminhos funcionais entre edifícios de um mesmo local, para as alamedas para pedestres entre as áreas de estacionamento (para veículos e bicicletas) e as entradas do edifício, para as áreas de triagem de resíduos e de entregas, tomando medidas para que essa iluminação não cause incômodos visuais noturnos para a vizinhança.

– Os serviços para o local não devem causar incômodos para a vizinhança, o que implica na passagem de veículos pesados nas proximidades de: residências localizadas em um raio de até 100m da via 2 residências localizadas em um raio de até 300 m da via.

A Tarjab busca assim garantir que todos tenham a melhor experiência, não apenas seus clientes, colaboradores e fornecedores, mas também, a vizinhança de seus empreendimentos.