Category

Incorporadora

Ação com vizinhos

Por | Incorporadora | Nenhum Comentário

A política da boa vizinhança da Tarjab

Ação realizada pela Tarjab na vizinhança de um de seus empreendimentos

Durante o período de obras, alguns desconfortos podem ser gerados aos que vivem no entorno do projeto, como barulho, trânsito de

materiais, poeira etc; fatores que acabam impactando o dia-a-dia do público local. Por isso, a Tarjab realiza ações para oficializar a abertura do canal de comunicação com a comunidade, com objetivo de informar e minimizar os transtornos que a construção de uma edificação pode trazer.

Neste canal de comunicação a comunidade poderá tratar diretamente com a incorporadora qualquer inconveniente, encaminhar críticas, sugestões, elogios e/ou reclamações, além de ser informada de todos os passos construtivos.

Em 2017 a Tarjab entregou seu primeiro empreendimento com selo AQUA HQE, certificação internacional da construção sustentável, desenvolvido a partir da certificação francesa Démarche HQE (Haute Qualité Environnementale) e aplicada no Brasil exclusivamente pela Fundação Vanzolini. E, após receber a certificação em mais 4 empreendimentos, em 2018 a Tarjab se tornou um Fornecedor AQUA, o que garante que todos seus empreendimentos deverão seguir as normas e exigências da certificação.

Algumas das exigências do AQUA são sobre os impactos do edifício sobre a vizinhança e tem como critérios de avaliação para assegurar à vizinhança:

– Realizar um estudo específico com a finalidade de identificar luminosidade natural e a insolação dos vizinhos, considerando a situação existente e a tomada de medidas para minimizar impactos com a construção , trabalhando sobretudo com a duração da insolação e com os efeitos de sombreamento da construção do empreendimento nos edifícios vizinhos.

–  Tranquilidade, com relação a ruídos externos e internos e a ruídos de equipamentos. Verificar e planejar a localização apropriada de espaços externos ruidosos (atividades, entradas, vias de acesso, zonas de entregas e de resíduos, etc.) de modo a minimizar os inconvenientes para a vizinhança; de equipamentos e salas com emissões sonoras, de forma a limitar a propagação de ruídos de equipamentos fora dos limites do local do empreendimento (durante o dia e à noite).

– O direito às vistas, ou seja, o empreendimento deve melhorar o acesso da vizinhança às vistas, ao satisfazer pelo menos uma das seguintes condições: implantação de espaços verdes com área e visibilidade maiores que as da situação existente, vegetalização da construção e/ou diminuição do sombreamento.

– Qualidade sanitária dos ambientes externos, por meio do arranjo do terreno que leve em conta os riscos de poluição ou incômodos olfativos nos espaços externos, da escolha de espécies vegetais com a finalidade de minimizar seu impacto sanitário no empreendimento, limitando as espécies alergênicas e tóxicas.  E a Realização de um estudo paisagístico específico para o empreendimento e do impacto do potencial alergênico das espécies plantadas.

São também critérios:

– Limitar a poluição visual noturna, tendo a Iluminação utilizando um dispositivo específico (localizado): para os caminhos funcionais entre edifícios de um mesmo local, para as alamedas para pedestres entre as áreas de estacionamento (para veículos e bicicletas) e as entradas do edifício, para as áreas de triagem de resíduos e de entregas, tomando medidas para que essa iluminação não cause incômodos visuais noturnos para a vizinhança.

– Os serviços para o local não devem causar incômodos para a vizinhança, o que implica na passagem de veículos pesados nas proximidades de: residências localizadas em um raio de até 100m da via 2 residências localizadas em um raio de até 300 m da via.

A Tarjab busca assim garantir que todos tenham a melhor experiência, não apenas seus clientes, colaboradores e fornecedores, mas também, a vizinhança de seus empreendimentos.

 

Espaço no apartamento – dicas Tarjab

Por | architetto, Arquitetura, Decoração, Espaço, Incorporadora, Novas ideias | Nenhum Comentário

Quem nunca parou em casa e pensou “ estou precisando de um pouco mais de espaço ”? Isso é uma realidade que vivemos em vários momentos e muitas vezes o que ocorre é que nós que não sabemos aproveitar ao máximo o nosso lar.

E uma dos lugares que mais deixamos sem uso e que serve perfeitamente guardar muitos tipos diferentes de objetos é o espaço ao redor das portas.

Para otimizar essa área, olha essas ideias que poderão ser muito uteis para você!

  1. Livros

Se você tiver muitos livros empilhados em casa e quer organiza-los melhor, tente colocá-los em uma prateleira em cima da porta, pode ser uma saída rápida e que vai dar um toque especial na decoração do seu apartamento.

  1. Vasos

Gosta de verde e não sabe como inclui-lo na decoração? Uma prateleira sobre a porta pode resolver este problema. Além de ficar charmoso, o lugar ganha mais vida.

  1. Toalhas e produtos de higiene pessoal

Se o seu banheiro é pequeno e tem poucos lugares para guardar as toalhas, o espaço em cima da porta pode resolver o problema. Ou então, você pode armazenar produtos de higiene pessoal nessa área.

  1. Documentos e fotos antigas

Para quem tem um escritório no apartamento, esse pode ser o lugar ideal para armazenar documentos e fotos antigas, por exemplo.

  1. Utensílios de cozinha

O que você acha de utilizar o espaço ao redor da porta para armazenar utensílios de cozinha, exibir pratos decorativos e livros de receitas? Pode dar aquele toque especial na sua cozinha.

 

Gostou das dicas? Temos outra para você! Que tal aproveitar esse espírito de mudança e trocar de apartamento também?

O lugar nós já podemos lhe dar de sugestão também. Architetto by Tarjab, maravilhoso empreendimento na região da Saúde que conta com 90m² muito bem distribuídos.

Conheça uma pouco mais sobre esse pelo produto.

Hotel sob medida – Tendências do setor

Por | Hotel, Incorporadora, negócios | Nenhum Comentário

Na edição desse mês, a revista Go’Where apresenta uma matéria sobre hotelaria com a participação de Carlos Borges, presidente-executivo da Tarjab Incorporadora e vice-presidente do Secovi-SP.

Em um bate-papo descontraído, Carlos apresenta um panorama sobre o segmento de hotéis na cidade de São Paulo.

E o resultado dessa conversa? Uma análise leve e rica sobre o setor, com a visão de um empresário que conhece bem esse meio, além de apresentar novas tendências sobre o ramo hoteleiro. Confira a matéria completa.

 

Conheça um pouco mais sobre a Tarjab Incorporadora e os seus projetos.

 

IstoÉ Dinheiro recebe Carlos Borges

Por | Imóvel, Incorporadora, Investimento | Nenhum Comentário

Na última semana, o programa Dinheiro na Semana, da IstoÉ Dinheiro, recebeu Carlos Borges, presidente-executivo da construtora Tarjab Incorporadora e vice-presidente do Secovi-SP, para uma conversa sobre o mercado imobiliário.

A matéria está muito interessante!

Você que gosta e quer saber mais sobre o mercado imobiliário, aproveite esse programa: https://goo.gl/HfCEkG

 

Cimento – Tecnologia na construção

Por | Construtora, Incorporadora, Novas ideias, Scenarium Braz Leme, Sustentabilidade | Nenhum Comentário

Quando falamos em construir um prédio, o primeiro material que vem na nossa cabeça é o cimento, não é mesmo?

Basicamente, sem ele não tem construção.  É o material que da forma e corpo aos empreendimentos modernos. Mas o que pouca gente imagina é que até nos cimentos existe tecnologia.

E é uma tecnologia de ponta que pode fazer uma grande diferença na qualidade do produto final e no impacto gerado na natureza.

Com um nome que nos remete aos filmes do “Stars Wars”, o “CP III” é um tipo de cimento que agride muito menos o meio ambiente ao ser produzido.

Isso porque ele conta com a reutilização de resíduos de outras indústrias.  Logo, ao invés de realizar a extração de alguma matéria-prima da natureza, gerando emissão de carbono e um forte impacto ambiental, é utilizado um produto “já pronto” e que não teria utilidade (sendo descartado gerando poluição na meio ambiente).

E é na utilização dessas matérias que não teriam uso (e simplesmente poluiriam o mundo) que a mágica ocorre. Transformamos um problema em uma solução genial.

Usando materiais reutilizados como: a escória de alto forno, é criado um produto com desempenho de altíssima qualidade. O CP III possui propriedades como; baixo calor de hidratação, maior impermeabilidade e durabilidade, sendo recomendado para obras de grande porte e em ambientes agressivos (barragens, fundações de máquinas, obras em ambientes agressivos, etc).

Resumindo, ele recicla materiais que antes eram simplesmente descartados gerando um maior impacto na redução de CO2. Todo mundo ganha, você que terá um material de ponta e o mundo que será menos agredido ecologicamente.

Interessante, não é? E sabe onde encontrar a utilização desse material? No Scenarium Braz Leme. Empreendimento que conta com essa qualidade tecnológica e muitas outras.

Processo AQUA

O processo AQUA e o novo consumidor

Por | Certificações, Incorporadora, Sustentabilidade | Nenhum Comentário

O Processo AQUA-HQE é uma certificação internacional da construção sustentável desenvolvido a partir da certificação francesa Démarche HQE (Haute Qualité Environnementale).

O processo de certificação traz exigências de um Sistema de Gestão do Empreendimento (SGE) que permitem o planejamento, a operacionalização e o controle de todas as etapas de seu desenvolvimento, partindo do comprometimento com um padrão de desempenho definido e traduzido na forma de um perfil de Qualidade Ambiental do Edifício (QAE). E daí que vem a sigla AQUA e não apenas de água, como muitos às vezes confundem. Leia Mais

Scenarium Braz Leme - Compensação ambiental

Compensação ambiental: o quê é isso?

Por | Incorporadora, Projetos | Nenhum Comentário

Precisamos respeitar!

Seja para cortar, transplantar ou mesmo remover uma árvore que esteja morta, tanto no interior do terreno, como na calçada, precisamos pedir autorização para a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, e em todos os casos ficamos obrigados a fazer uma Compensação Ambiental, seja no próprio local ou através da entrega de mudas para o viveiro da Prefeitura.

Todo o processo é acompanhando por um biólogo ou engenheiro agrônomo, que analisa os exemplares de acordo com as suas dimensões e espécie, e a compensação é feita de acordo com a legislação pertinente e vistoria técnica.

Mas, em poucas palavras, o que é uma compensação ambiental? Leia Mais